A Feira do Livro,

Nasce A Feirinha do Livro, rebento d’A Feira do Livro

Versão infantojuvenil do evento literário ocorre de 10 a 12 de novembro, na praça Charles Miller, em São Paulo

05out2023 - 11h18 | Edição #74

[AVISO] A Associação Quatro Cinco Um informa que A Feirinha do Livro, que seria realizada de 10 a 12 de novembro, foi adiada para 2024. A Feirinha do Livro é uma derivação d’A Feira do Livro, iniciativa criada em 2022, pela Associação Quatro Cinco Um e pela Maré Produções, para valorizar a produção editorial brasileira. Um evento no espaço público, a céu aberto, em que visitantes usufruem de uma feira de livros e de uma programação literária e cultural de qualidade e gratuita. Para levar essa experiência para o público infantojuvenil, a Associação Quatro Cinco Um anunciou A Feirinha do Livro que manterá o caráter gratuito e democrático do evento principal. No entanto, não foi atingida a captação suficiente para realizar A Feirinha de maneira plena, em modelo totalmente gratuito. Assim, a organização optou por adiar o evento para o próximo ano, em data a ser confirmada, e segue em fase de projeto e captação de recursos para realizar no próximo ano A Feira e A Feirinha do Livro.

— — —

Gratuita, diversa e ao ar livre como o festival-mãe, A Feirinha do Livro, parte do projeto d’A Feira do Livro, realizado pela Associação Quatro Cinco Um e pela Maré Produções, estreia em novembro na Praça Charles Miller, em frente ao estádio do Pacaembu, em São Paulo.

Além da necessidade de uma agenda mais forte voltada para o incentivo da leitura na infância e juventude, a forte presença das crianças nos ambientes de contação de histórias, teatro, oficinas e bate-papos com autores d’A Feira do Livro 2023 mostrou que há espaço para um festival de livros infantojuvenis no modelo de rua. Nos dias 10, 11 e 12 de novembro, leitores de diversas gerações, autores, ilustradores e editoras terão mais uma oportunidade de ocupar um espaço público — a área em frente ao Estádio do Pacaembu — que costuma ser tomado por carros.

O novo evento de literatura chega num momento no qual o mercado editorial tem olhado com mais atenção para os pequenos leitores. A Todavia anunciou recentemente o Baião Livros, selo que traz em seu catálogo A menina dos cabelos d’água, de Sidnei Nogueira; Boa noite, Bo, de Kjersti Annesdatter Skomsvold e Mari Kanstad Johnsen; e Um senhor notável, de Olga Tokarczuk e Joanna Concejo.

Também lançado neste ano pela Nós, o pequeNós, já tem os títulos: De galo em galo, de Paulo Netho e Ana Lasevicius; Vovó virou semente e Sarauzim: poemas para a molecada, de Rodrigo Ciríaco; A avó adormecida, de Roberto Parmeggiani e João Vaz de Carvalho; e O menino, o assovio e a encruzilhada, de Afonso Borges. A Morrinho, da Morro Branco, chega com Logo você vai dormir também, de Haddy Njie e Lisa Aisato, e O dia em que você começa, de Jacqueline Woodson e Rafael López. E o Mundo Benvirá, selo da Saraiva Educação, lança Um aperto no peito, de Áine Murray; Uma menina com um lápis, de Frederico Levín e Nico Lassalle; e Malu brinca de quê?, de Nanda Mateus e Raphaela Comisso, entre outros.

O anúncio do evento coincide com a chegada às bancas da edição especial infantojuvenil da Quatro Cinco Um, que traz na capa a importância do livro ilustrado para a formação de leitores e cidadãos em um mundo cada vez mais digitalizado.

Formação de leitores

Para contribuir com o debate sobre as políticas públicas para formar mais leitores, o novo festival literário também promoverá um seminário sobre livro, leitura, literatura e biblioteca — evento preparatório para a elaboração do Plano do Livro, Leitura, Literatura e Biblioteca do Estado de São Paulo. O seminário, marcado para o dia 10 de novembro, no auditório Armando Nogueira (no Museu do Futebol, apoiador da Feirinha), vai reunir críticos, autores, ilustradores, educadores, bibliotecários, livreiros, gestores públicos e outros especialistas para debater a leitura na primeira infância.

Os Planos do Livro, Leitura, Literatura e Biblioteca são considerados a mais eficiente legislação para formar leitores no país e podem ser implantados em nível municipal, estadual e nacional. Embora já exista um plano municipal na capital paulista, e nos estados do Rio de Janeiro e do Mato Grosso, o estado de São Paulo, que concentra a maior parte dos leitores e uma parcela significativa do mercado editorial brasileiro, ainda está apenas começando a trabalhar em um Plano de Livro, Leitura, Literatura e Biblioteca. 

A Feirinha do Livro
Quando: 10, 11 e 12 de novembro
Onde: Praça Charles Miller (em frente ao estádio do Pacaembu), São Paulo

 

Matéria publicada na edição impressa #74 em setembro de 2023.