Literatura infantojuvenil,

O papel do livro ilustrado

Em sua sexta edição, o nosso Especial Infantojuvenil busca explicar por que o livro para crianças se afirma como forma artística única

30set2023 - 20h00 | Edição #74

Em sua sexta edição, o nosso Especial Infantojuvenil busca explicar por que o livro para crianças se afirma como forma artística única, que possivelmente vive seu apogeu nos dias de hoje. A despeito de toda a ideologia da digitalização e das sucessivas crises do mercado editorial, o livro para crianças permanece como um objeto imprescindível para a formação de leitores e cidadãos.

Mais do que isso, tornou-se um campo fértil de experimentação para autores, ilustradores, livreiros e editores. Edições recentes têm forçado os limites tradicionais da encadernação, da impressão, da própria página e da linguagem única do livro ilustrado, somatória de imagem, palavra e objeto gráfico.

O bom momento editorial coincide com a renovação da crítica de literatura infantojuvenil na universidade e com novas livrarias e novos festivais literários voltados para crianças. Essas metamorfoses do livro estão registradas nas próximas páginas e também na primeira edição d’A Feirinha do Livro, de 10 a 12 de novembro na praça Charles Miller, em São Paulo.

———

‘Pra entender o Erê’
O racismo na vida de crianças negras pode ser fatal, já que o sistema impacta a forma como se reconhecem no mundo
Juliana Borges

Espanto e fascinação no centro
Jacaré passeia por São Paulo e descobre as camadas históricas da capital — e nos convida a seguir seus passos em livro que reúne história, roteiro e mapa
Bianca Tavolari

Bibliofilia para iniciantes
Coleção dos anos 90 é republicada em dois volumes saborosos para amantes dos livros de qualquer idade
Ana Paula Campos

A cor mais vaidosa
Narrativa visual construída com formas mínimas e cores chapadas lembra “Flicts” e mostra que letra, palavra e texto também são desenhos
Daniel Trench

A perda de si mesmo
Nova parceria de Olga Takarczuk e Joanna Concejo trata do apagamento da subjetividade em uma sociedade digital
Juliana Leite

Viver o que temos que viver
Premiada escritora chilena fala sobre como a literatura é importante para preparar as crianças para a vida adulta
Paula Carvalho

A força dos caracóis
Sidnei Nogueira evoca ancestralidade e respeito ao cabelo crespo na construção da autoestima infantil
Jaqueline Silva

Meninos também voam
Criança-borboleta problematiza a construção de masculinidades pela violência e repúdio ao feminino desde a infância
Renata Nakano

A cura pelo sonho
Com ilustrações de Gustavo Caboco, novo livro da autora de O desejo dos outros apresenta o poder de sonhar na visão dos yanomami
Rita Carelli

Convivendo com a diferença
Em viagem pelo rio Amazonas, personagens de livro de autores indígenas discutem como se transformar no contato com o outro
Carola Saavedra

A vida secreta dos gnomos
Misto de conto maravilhoso e ficção científica, livro afirma que seres existem — e devem ser levados a sério
Carol Chiovatto

Mamãe está cansada; e você com isso?
Vanessa Barbara apresenta o ponto de vista infantil para o ‘burnout’ que esgota tantas mulheres na maternidade
Anna Virginia Balloussier

Leitores de carteirinha
Jovens frequentadores de bibliotecas comunitárias resenham seus livros preferidos
Pedro Vieira de Miranda, Gabriel Henrique N. da Silva e Ana Clara da Silva dos Santos

Listãozinho 2023
Uma seleção de 22 lançamentos recebidos pela redação da Quatro Cinco Um com obras que abordam temas como ecologia, ansiedade, ciência, tecnologia e diversidade
Redação Quatro Cinco Um

Matéria publicada na edição impressa #74 em setembro de 2023.