Literatura em língua portuguesa, Quatro Cinco Um,

Uma onda de livros nos mares da língua portuguesa

Especial literatura lusófona, uma onda de livros nos mares da língua portuguesa

28jun2022 - 12h31 | Edição #59

Tendo como mote a frase “É urgente viver encantado”, de Valter Hugo Mãe, a Bienal do Livro de São Paulo de 2022 traz Portugal como país convidado num momento marcante para o livro em língua portuguesa. Desde que prevaleceu (e se amplia a cada década) a vida democrática nos países e nos povos de língua portuguesa, nunca se publicaram tantos autores portugueses no Brasil, e as editoras brasileiras já estabelecem diretamente suas relações com autores de Angola, Cabo Verde, Moçambique ou Timor-Leste. Teremos, finalmente, uma vida literária em comum?

Este especial traz uma seleção de livros de autores lusófonos que acabam de ser publicados no Brasil, uma onda que se ergue no mar da língua portuguesa. Depois disso, vai ser difícil dizer que compartilhamos apenas o idioma. Nas palavras de Isabel Lucas, a curadora da programação portuguesa deste ano, que traz 23 autores a São Paulo para quase dez dias de debates, a frase de Valter Hugo Mãe “não é uma expressão a convocar para o alheamento num tempo em que a atenção e o espírito crítico são talvez mais do que nunca prementes”, mas um convite para “pensar a literatura na sua forma mais elevada: elaborar o mundo através da maior liberdade que nos é concedida”.

Viajar é preciso
Isabel Lucas, curadora do Pavilhão de Portugal na Bienal do Livro de São Paulo, fala sobre trânsito entre as literaturas lusófonas
Beatriz Muylaert

Navegue neste livro
Foi para a língua portuguesa que Fernando Pessoa escreveu Mensagem, único livro em português de sua autoria publicado em vida
Natalia Timerman

Voz pela independência do Timor-Leste
Romance vencedor do Prêmio Oceanos tem narradora que testemunha as guerras timorenses
Paula Sperb

O impacto do passado no presente
Em seu novo romance, Valter Hugo Mãe aborda a nossa formação como nação, atravessada pela violência e em busca de esperança
Pedro Jaime e Celso Cruz

Um novo alvo
Publicado em 2020 em Portugal, Flecha, o segundo livro de Matilde Campilho, chega ao Brasil e inaugura as prosas contemplativas da escritora lusitana
Olívia Nicoletti

A poesia rara de Maria do Rosário Pedreira
O autor de Torto arado relata o seu primeiro encontro com a poeta, sua editora portuguesa, e com a obra da nova amiga 
Itamar Vieira Junior

De perto, ninguém é normal
O primeiro volume de trilogia de Dulce Maria Cardoso, premiada escritora portuguesa, é publicado no Brasil 
Fabiane Secches

Listão de literatura lusófona
Uma seleção de 42 livros de escritores de língua portuguesa nas áreas de arte, crítica literária, ensaios, esportes, história, literatura, literatura infantojuvenil, poesia, quadrinhos e reportagem.

O especial Livros que falam a nossa língua tem o apoio de Portugal – País convidado da Bienal Internacional do Livro de São Paulo 2022

Matéria publicada na edição impressa #59 em junho de 2022.