Tinta-da-China Brasil,

Gustavo Pacheco e Natércia Pontes lançam a 10ª Granta neste sábado em São Paulo

Codiretor da revista literária e escritora conversam sobre literatura contemporânea na livraria Megafauna

21set2023 - 18h10 | Edição #73

A 10ª Granta em Língua Portuguesa: O Outro, publicação da Tinta-da-China Brasil (selo editorial da Associação Quatro Cinco Um) será lançada neste sábado, 23, a partir das 15 horas, com um encontro entre o editor Gustavo Pacheco e a escritora Natércia Pontes na livraria Megafauna, em São Paulo. A conversa sobre literatura contemporânea e os trabalhos que os dois autores vêm desenvolvendo será mediada pelo jornalista Ruan de Sousa Gabriel.

Desde sua criação, no século 19, na Inglaterra, a revista literária reúne autores consagrados e em ascensão, tornando-se um celeiro de novos escritores. Sob a direção editorial de Gustavo Pacheco (Brasil) e Pedro Mexia (Portugal), a edição atual traz contos, ensaios, trechos de romance e dois ensaios fotográficos que investigam a alteridade no encontro de civilizações, nas relações pessoais e na subjetividade.

Pacheco, que é autor de Alguns humanos e colunista da Megafauna, assina também a tradução de “Picasso”, de César Aira, neste volume da revista. O conto do argentino gira em torno das reflexões delirantes de um narrador que, ao se deparar com um gênio, precisa fazer uma escolha: ele prefere ser Picasso ou ter uma obra do pintor espanhol?

Nome de destaque na cena literária brasileira, Natércia Pontes, autora de Os tais caquinhos, apresenta na edição um trecho inédito de seu romance Vida doçura. A história se passa em dois ambientes: o apartamento pequeno de Jocasta, dona de um gato rajado e viciada em Vick VapoRub, e a casa de Jovana, Duda e o pai, cuja rotina é transmitida por vídeos no YouTube.

   

O autor Gustavo Pacheco [Maria Mazzilo/Divulgação] e a autora Natércia Pontes [Renato Parada/Divulgação]

De livro póstumo a diário de viagem

A nova edição da Granta lusófona abre com um trecho de Still Pictures, livro póstumo de Janet Malcolm, no qual ela conta histórias de sua origem checa. Ernesto Mané contribui com um excerto do seu livro Eu sou o outro do outro, misto de ensaio, diário de viagem e relato autobiográfico a ser publicado em 2024 pela Tinta-da-China Brasil.

Há ainda contos e ensaios sobre o tema, assinados por Valério Romão, Marta Hugon, Adam Dalva, Olavo Amaral, Isabela Figueiredo, Ali Smith, Teresa Veiga, Aparecida Vilaça, Francesca Wade, e ensaios fotográficos de Mag Rodrigues e Eduardo Viveiros de Castro, convidados a integrar a edição por Daniel Blaufuks.

Granta em português

A revista Granta estreou no Brasil em 2012, durante a Flip – Festa Literária Internacional de Paraty, com uma edição que celebrava os melhores jovens escritores do país, com nomes como Antonio Prata, Michel Laub, Tatiana Salem Levy e Vanessa Barbara. Um ano depois, do outro lado do Atlântico, foi lançada pela Tinta-da-China a Granta Portugal. Em 2018, as duas revistas se tornaram uma só, com a unificação na Granta em Língua Portuguesa.

A Granta foi fundada em 1889 por estudantes da Universidade de Cambridge e tem em seu histórico o peso de ter revelado nomes como Sylvia Plath e Ian McEwan. Susan Sontag, Milan Kundera e Gabriel García Márquez também passaram por suas páginas.

Depois de um hiato pandêmico de dois anos, a Granta em Língua Portuguesa voltou a circular no país pela Tinta-da-China Brasil, com periodicidade semestral. Em formato de livro, a revista é o espaço de fermentação de novas escritas, de novas gerações de autores e da presença dos grandes escritores nacionais e internacionais.

Lançamento Granta 10, com Gustavo Pacheco e Natércia Pontes, em conversa com Ruan de Sousa Gabriel
Onde: 
Livraria Megafauna (av. Ipiranga, 200, loja 53 – Centro – São Paulo)
Quando: Sábado, 23, às 15 horas

Quem escreveu esse texto

Tinta-da-China Brasil

Matéria publicada na edição impressa #73 em agosto de 2023.