Quatro Cinco Um,

Associação Quatro Cinco Um assina Carta pela Democracia

Leitores estão convidados a também assinar documento apartidário em defesa do Estado de direito

11ago2022 - 07h48 | Edição #60

A Associação Quatro Cinco Um, organização sem fins lucrativos voltada à difusão do livro no Brasil, é uma das entidades que assinaram a Carta pela Democracia e pelo Estado de Direito, que foi idealizada por professores da Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo e já chega a quase 1 milhão de assinaturas. A Carta será oficialmente lançada neste 11 de agosto na faculdade, no Largo de São Francisco, em um ato pela democracia que promete ser histórico.

O documento recupera a experiência de uma primeira Carta pela Democracia, lançada em 1977, na mesma faculdade, que foi um dos marcos da resistência civil à ditadura militar e ajudou a levar à abertura do regime. Em 2022, o objetivo é defender o sistema eleitoral brasileiro e o Estado de direito no país dos ataques sem fundamento e das ameaças explícitas de golpe que vêm sendo feitos por autoridades e militantes extremistas organizados em torno do presidente Jair Bolsonaro (PL). Apartidária, a carta tem ampla adesão de cidadãos e instituições de diferentes setores do debate público, aos quais a Associação Quatro Cinco Um se soma.

“Nossa consciência cívica é muito maior do que imaginam os adversários da democracia. Sabemos deixar ao lado divergências menores em prol de algo muito maior, a defesa da ordem democrática”, diz um trecho carta.

O editor Paulo Werneck, diretor presidente da Associação Quatro Cinco Um, lembra que a defesa da democracia e dos direitos humanos está no estatuto social da organização desde a sua fundação, em 2017, e que a circulação de livros é um símbolo do debate democrático pluralista. “Há uma correlação entre vida democrática e circulação de livros na sociedade. Nas democracias maduras, o livro está no centro do debate e é um dos seus principais pontos de apoio. Não por acaso, é nos livros, na universidade, nas artes e no jornalismo que a extrema direita brasileira está sendo dissecada, exposta, estudada”, afirma.

A Associação Quatro Cinco Um se dedica à difusão do livro na sociedade brasileira, por meio de projetos de jornalismo, eventos culturais, publicação de livros, consultorias e projetos especiais em torno do livro e da leitura. A revista Quatro Cinco Um, publicada desde maio de 2017, A Feira do Livro, que teve a sua primeira edição realizada em junho, no Pacaembu, em São Paulo, e o controle da editora luso-brasileira Tinta-da-China Brasil a partir de janeiro de 2022 são algumas das realizações da instituição. 

Integrantes da equipe interna de colaboradores da Associação Quatro Cinco Um também assinaram a carta: Ana Carolina Gomes, Ashiley Calvo, Beatriz Muylaert, Christopher Mathi, Gabriela Valdanha, Giovanna Farah, Humberto Werneck, Iara Biderman, Isadora Bertholdo, Marília Kodic, Maurício Puls, Paula Carvalho, Paulo Werneck, Sarah Romão, Vera Cunha, entre outros. Convidamos os nossos leitores que ainda não aderiram a assinar o documento neste link.

Em junho, a Associação Quatro Cinco Um participou da elaboração de outra carta aberta, Em defesa do livro, da leitura e das bibliotecas. O documento tem o objetivo de interpelar os candidatos às diferentes esferas de governo a se comprometer com as políticas públicas brasileiras em torno do livro e da leitura. As assinaturas podem ser feitas neste link

Matéria publicada na edição impressa #60 em julho de 2022.