451,

A Quatro Cinco Um de junho traz o especial d’A Feira do Livro 2024

A edição #82 mostra os detalhes do festival literário que acontece entre os dias 29 de junho e 7 de julho, em São Paulo, além de entrevistas e resenhas com autores convidados

01jun2024 - 04h51 • 28maio2024 - 18h32

A Quatro Cinco Um de junho traz na capa o especial sobre A Feira do Livro 2024, que reunirá mais de cem autores nacionais e internacionais entre 29 de junho e 7 de julho, na praça Charles Miller, em São Paulo. 

A edição traz ainda textos sobre o fogo cruzado entre Paulo Francis e James Baldwin, por Paulo Roberto Pires; um passeio pelo Canadá da Nobel Alice Munro, por Maíra Matthes; a liberdade e a leveza de Alejandro Zambra, por Julián Fuks; a Macondo de Madonna, por Schneider Carpeggiani; a autobiografia de RuPaul, por Rita von Hunty; e a fragilidade dos homens na literatura, por Nara Vidal.

James Baldwin em sua casa em Saint-Paul de Vence, na França, em 1985: no centenário do escritor, entrevista histórica que concedeu a Paulo Francis em 1972 para O Pasquim é tema da coluna de Paulo Roberto Pires (Ulf Andersen/Getty Images)

Especial A Feira do Livro: um ensaio sobre os romances com traços autobiográficos de Jamaica Kincaid; um perfil de Martinho da Vila; o novo livro da argentina Betina González e a obrigação de ser genial; o cordel ilustrado de Stênio Gardel e Nelson Cruz; as estreias no romance de Caetano W. Galindo e na ficção de Pablo L. C. Casella; além de uma entrevista com Dan, autor de Vale o que tá escrito e resenhas do romance Catedrais, de Claudia Piñeiro, da distopia Dengue boy, de Michel Nieva, e de Melhor não contar, relato de Tatiana Salem Levy sobre o primeiro assédio que sofreu.

Jamaica Kincaid, Martinho da Vila e a argentina Betina González, convidados d’A Feira do Livro

Mais na edição #82: uma análise sobre o hackeamento da esquerda pela extrema direita; resenhas dos romances do angolano José Eduardo Agualusa e da japonesa Natsu Miyashita; entrevista com Silvana Tavano; colunas sobre os relatos de prisioneiras iranianas, por Juliana Borges, e sobre uma visita ao bosque de emoções e memórias da escrita, por Ondjaki.

Paisagem do litoral carioca na exposição Furo, 2018. Fotografia de Jordi Burch

A edição traz destacados vinte livros e um listão com cem lançamentos + 37 títulos de convidados d’A Feira do Livro 2024.

Livros destacados na edição:

  1. Ressuscitar mamutes (Autêntica), de Silvana Tavano.
  2. Tortura branca: entrevistas com prisioneiras iranianas (Instante), de Narges Mohammadi. 
  3. A casa dos significados ocultos (Intrínseca), de RuPaul Charles.
  4. 8/1: A rebelião dos manés: ou esquerda e direita nos espelhos de Brasília (Hedra), de Pedro Fiori Arantes, Fernando Frias e Maria Luiza Meneses. 
  5. O homem não existe: masculinidade, desejo e ficção (Zahar), de Ligia Gonçalves Diniz. 
  6. A rainha Ginga (TusQuets/Planeta), de José Eduardo Agualusa. 
  7. Floresta de lã e aço (Zain), de Natsu Miyashita. 
  8. Literatura infantil: cartas ao filho (Companhia das Letras), de Alejandro Zambra.
  9. A obrigação de ser genial (Bazar do Tempo), de Betina González.
  10. A autobiografia da minha mãe (Alfaguara), de Jamaica Kincaid. 
  11. Agora veja então (Alfaguara), de Jamaica Kincaid.
  12. Annie John (Alfaguara), de Jamaica Kincaid.
  13. Catedrais (Primavera), de Claudia Piñeiro. 
  14. Dengue boy: a infância do mundo (Record), de Michel Nieva.
  15. Melhor não contar (Todavia), de Tatiana Salem Levy. 
  16. Contra fogo (Todavia), de Pablo L. C. Casella. 
  17. Lia: cem vistas do monte Fuji (Companhia das Letras), de Caetano W. Galindo.
  18. Vale o que tá escrito (DBA), de Dan.
  19. Bento Vento Tempo (Companhia das Letrinhas), de Stênio Gardel & Nelson Cruz.
  20. Martinho da Vida (Planeta), de Martinho da Vila.