50 anos da Revolução dos Cravos, Listão,

Listão

Uma seleção de livros sobre o 25 de Abril publicados no Brasil e em Portugal

01abr2024

25 de abril de 1974, quinta-feira. Alfredo Cunha.
Pref. Luís Pedro Nunes Tinta-da-China 436 pp € 39,90
Com textos de Adelino Gomes, jornalista que cobriu os acontecimentos da revolução, do historiador Fernando Rosas, sobre os desdobramentos do 25 de Abril, e de Carlos Matos Gomes, militar de Abril e da guerra colonial, o livro reúne a magnífica série de fotos em que o repórter fotográfico registrou a movimentação nas ruas de Lisboa. A mesma editora publicou o álbum em edição de bolso 25 de Abril: 45 anos

Ensaios de Abril. Fernando Rosas.
Tinta-da-China 152 pp € 15,90
O autor de Salazar e os fascismos, publicado pela Tinta-da-China Brasil, narra sua experiência pessoal na militância e ao ser preso no início dos anos 70, e reúne escritos sobre a revolução e seus desdobramentos.

O general que começou o 25 de Abril dois meses antes dos capitães. João Céu e Silva.
Contraponto Editores 312 pp € 18,80
Com testemunhos inéditos, o autor foca no papel do general conservador António de Spínola, personagem central da revolução.

25 de Abril, uma revolução em perspectiva. Vários autores.
Edições Avante! 310 pp € 15,30
Antologia de artigos publicados, ao longo de anos, em O Militante, jornal do Partido Comunista Português, é dividida em três partes: a primeira, sobre os aspectos mais gerais do movimento; a segunda, analisando suas conquistas; e a terceira, com depoimentos de pessoas que participaram do levante.

As Forças Armadas portuguesas e o Estado. Lawrence S. Graham.
Tinta-da-China 160 pp € 18,81
Publicado nos Estados Unidos, em 1993, e agora traduzido para o português, o livro do pesquisador norte-americano Lawrence S. Graham aborda o papel dos militares na consolidação democrática portuguesa. O título é parte da coleção O 25 de Abril Visto de Fora.

A incrível história de António Salazar, o ditador que morreu duas vezes. Marco Ferrari.
Trad. Vasco Gato Todavia 208 pp R$ 74,90/49,90
O autor italiano descreve os dois últimos anos de vida de Salazar, que, após sofrer um acidente doméstico em 1968, ficou impossibilitado de seguir no governo e foi substituído por Marcelo Caetano.

Revolução inacabada — O que não mudou com o 25 de Abril. João Pedro Henriques.
Fundação Francisco Manuel dos Santos 96 pp € 4,50
Cruzando dados e testemunhos, o autor busca mostrar que, depois de cinco décadas de democracia, há características da sociedade portuguesa que não mudaram desde a Revolução dos Cravos: o elitismo na política e o machismo na Justiça.

A revolução antes da revolução. Luís de Freitas Branco.
Livros Zigurate300 pp € 18,80
Destaca a importância da revolução musical que antecedeu a Revolução dos Cravos, que teve a canção de protesto “Grândola, vila morena”, de José Afonso, usada como senha para que os militares tomassem as ruas. O ponto de partida é 1971, ano de lançamento de álbuns emblemáticos de José Mário Branco, Sérgio Godinho e Carlos Paredes, Afonso e outros.

Utopia. Raquel Varela e Robson Vilalba.
Veneta • 184 pp • R$ 59,90
A historiadora portuguesa especializada no 25 de Abril e o ilustrador curitibano narram em graphic novel os acontecimentos revolucionários em Lisboa a partir da perspectiva de José, um homem do povo.

Especial 50 anos da Revolução dos Cravos

Especial 50 anos da Revolução dos Cravos realizado com o apoio do Camões Instituto da Cooperação e da Língua e da Fundação Fernando Henrique Cardoso