Listão da Semana,

Nastassja Martin, Juliano Garcia Pessanha, María Negroni, Laura Wittner e mais 12 lançamentos

Novo livro da antropóloga francesa Natassja Martin é um retorno à península de Kamtchátka, onde um grupo dos even está sendo ameaçado pelas mudanças climáticas

01dez2023

A antropóloga francesa Natassja Martin, autora de Escute as feras, retorna à península de Kamtchátka, onde foi atacada por um urso, para estudar um pequeno grupo que retornou à floresta para se reconectar com a mata e com os animais. Em outro retorno, Juliano Garcia Pessanha narra recordações da infância e juventude buscando registrar uma antiga dor e passagem.

Ainda essa semana, um romance autobiográfico da poeta e ficcionista argentina María Negroni, um ensaio da poeta e tradutora argentina Laura Wittner, uma antologia das obras ficcionais de Alex Castro, uma coletânea de tiras sobre sexualidade de Carol Ito, textos jornalísticos de Pagu, cartas que resgatam os tempos da ditadura, outras histórias do Quinteto Armorial, cartografias da disputa entre literatura e filosofia e mais novidades quentinhas.

Viva o livro brasileiro!

A leste dos sonhos: respostas even às crises sistêmicas. Nastassja Martin.
Trad. Camilia Boldrini • Editora 34 • 288 pp • R$ 86

Autora de Escute as feras (Editora 34, 2021), a antropóloga francesa retorna à península de Kamtchátka para estudar um pequeno grupo dos even que, após o fim das fazendas coletivas criadas pela União Soviética, regressou à floresta para retomar seu antigo modo de vida baseado na caça, na pesca e na coleta, buscando se reconectar com a mata e com os animais. Agora, contudo, eles estão sendo ameaçados pelas mudanças climáticas e pela pilhagem capitalista.

Leia mais: Cinco curiosidades sobre Nastassja Martin

Assinantes da Quatro Cinco Um têm 30% de desconto no site da Editora 34Conheça o nosso clube de benefícios, que dá descontos em livros, eventos e mais.

———

Certeza do agora. Juliano Garcia Pessanha. 
Nós • 112 pp • R$ 69

Doutor em filosofia pela USP, o autor de O filósofo no porta-luvas (Todavia, 2021) mescla aforismos poéticos, ensaios filosóficos e recordações da infância e juventude para registar uma experiência de passagem, na qual procura uma dor “tão antiga que ela já estava presente na única memória deixada pela criança que fui”.

Leia também: Reedição de tetralogia e novo livro mostram a singular arquitetura literária de Juliano Garcia Pessanha

———

O coração do dano. María Negroni.
Trad. Paloma Vidal • WMF Martins Fontes • 136 pp • R$ 59,90

Romance autobiográfico da poeta e ficcionista argentina — autora de A arte do erro (100/cabeças, 2022) — é uma espécie de ajuste de contas de uma filha com sua mãe narcisista e por vezes bastante cruel em sua desatenção, cuja figura vai sendo reconstruída por meio de cartas, poemas, fotos, palavras. E os danos causados por essa mãe são tantos que sua vida não é a sua vida, mas apenas um contraponto à vida da mãe. 

Leia também: Ensaios da escritora argentina María Negroni investigam a escrita que se rebela contra a petrificação dos discursos

———

Viver e traduzir. Laura Wittner.
Trad. Maria Cecilia Brandi e Paloma Vidal • Bazar do Tempo • 112 pp • R$ 52

Longo ensaio da poeta argentina sobre as dificuldades da tradução literária a partir de reflexões acumuladas em mais de 25 anos de ofício — ao longo dos quais ela traduziu Katherine Mansfield, James Schuyler, Leonard Cohen —, recheado de aforismos, anedotas e comentários sobre diversas obras, e sempre destacando a conexão entre a prática da tradução e a experiência concreta da vida.

Leia também: Rita Kohl, tradutora de Sul da fronteira, oeste do sol, escreve sobre as dores e as delícias de traduzir Haruki Murakami

Assinantes da Quatro Cinco Um têm 20% de desconto no site da Bazar do TempoConheça o nosso clube de benefícios, que dá descontos em livros, eventos e mais.

———

Mentiras reunidas. Alex Castro.
Oficina Raquel • 300 pp • R$ 79

Uma antologia das obras ficcionais publicadas pelo autor de 1989 a 2019 sobre o mundo fantástico das mentiras bem contadas. A versão brochura possui trezentas páginas e vem com oito contos inéditos e cinco contos do livro Onde perdemos tudo, de 2011. Já a versão capa dura tem 430 páginas e vem com outros quatro contos exclusivos, além da novela Mulher de um homem só, publicada em 2021.

Leia também: Verdades vestidas de mentiras

———

Siriricas tristes: e outras (in)felicidades. Carol Ito.
Veneta • 96 pp • R$ 54,90

Autora de Inteiro pesa mais do que metade: Depressão, ansiedade e positividade tóxica (nVersos, 2023), a quadrinista paulista reúne tiras sobre a sexualidade, os medos e as fantasias das mulheres contemporâneas, abordando vibradoresaplicativos de relacionamento, machismo e dates ruins.

Leia também: Romance de escritora sul-coreana mostra o sexismo e a misoginia na sociedade de seu país e vira febre entre artistas do k-pop

———

Cartografias da disputa entre literatura e filosofia. Kelvin Falcão Klein.
Editora da UFPR • 159 pp • R$ 55

Autor de Estratégias de visualidade na literatura: o olho Sebald (Editora UFMG), o crítico literário sustenta que tanto a filosofia quanto a literatura operam com a linguagem, e por isso é impossível diferenciar com segurança o campo filosófico do literário. Inspirado em pensadores como Walter Benjamin, Martin Heidegger, Michel Foucault, Giorgio Agamben e Richard Rorty, Falcão Klein afirma que às vezes é preciso ler a filosofia como se fosse literatura e ler a literatura como se fosse filosofia.

Leia também: A filósofa Hannah Arendt usa a literatura em busca de um pensamento alargado para tentar entender o incompreensível

———

Palavras em rebeldia: uma antologia do jornalismo de Patrícia Galvão (Pagu). Kenneth David Jackson (org.).
Edusp • 608 pp • R$ 94

Seleção de textos jornalísticos de Pagu escritos entre as décadas de 1930 e 1960 em diferentes periódicos brasileiros, abordando questões da política, sociedade e cultura. A obra também apresenta exemplos de sua produção literária na época, com poemas publicados ainda em vida ou postumamente. O livro conta com prefácio de Geraldo Galvão Ferraz, também jornalista e filho da escritora, que fala de suas lembranças sobre a relação da mãe com o trabalho jornalístico.

Ouça também: No podcast 451 MHz, Martha Nowill e Adriana Armony conversam sobre a militância da grande feminista e escritora Pagu e como ela continua a inspirar

———

Cartas de Paris, notícias do Brasil. Eduardo Muylaert.
Autêntica • 304 pp • R$ 78,90

Registra as impressões do jovem advogado criminalista, que, após a edição do AI-5, mudou-se para Paris, para realizar uma pós-graduação. A correspondência trocada com a sua família traz relatos pessoais e análises da realidade brasileira e latino-americana e de eventos como a Guerra do Vietnã, a doença de Costa e Silva, o sequestro do embaixador americano, a morte de Carlos Marighella e o exílio de Caetano Veloso e Gilberto Gil.

Leia também: Imagens das manifestações de 1968 geraram um legado iconográfico que se integrou à nossa imaginação e do qual ainda temos lições a extrair

Assinantes da Quatro Cinco Um têm 25% de desconto no site do Grupo AutênticaConheça o nosso clube de benefícios, que dá descontos em livros, eventos e mais.

———

Quinteto Armorial: Aralume, Quinteto Armorial volume III e Sete Flechas. Francisco Andrade.
Instituto Carê/Letra da Cidade • 190 pp • R$ a definir

Segundo volume da série que conta a história do grupo de música de câmara formado no Recife em 1970 (inspirado no Movimento Armorial de Ariano Suassuna) a partir da obra de Antônio Madureira. O songbook resgata doze composições de Madureira gravadas pelo Quinteto Armorial nos discos Aralume (1976), Quinteto Armorial: Vol. III (1978) e Sete Flechas (1980) e cobre as passagens do Quinteto Armorial pelo circuito universitário e a criação da Orquestra Romançal Brasileira.

Leia também: Série Quinteto Armorial conta em três livros a história da música armorial a partir da obra de seu principal compositor

———

Vapt-vupt
+ novidades quentinhas

Mulheres africanas e feminismo: reflexões sobre a política da sororidade. Oyèrónkẹ́ Oyěwùmí.
Trad. Beatriz Silveira Castro Filgueiras • Vozes • 400 pp • R$ 115

Uma análise da política da sororidade entre as mulheres africanas, que desmonta os estereótipos ocidentais e questiona o entendimento convencional sobre feminismo.

Memórias de um estilista coração de galinha. Ronaldo Fraga com Sabrina Abreu.
Autêntica • 448 pp • R$ 119,80

Em formato de entrevista ilustrada com fotos e croquis, o estilista mineiro relembra os momentos marcantes de sua trajetória pessoal e profissional.

Os ternos de Charlie Parker & outros poemas. Marco de Menezes.
7Letras • 80 pp • R$ 49

Versos sobre a vida secreta dos riachos, que “de noite mastigam pedras” e “de manhã mastigam nuvens”, e outros mistérios do mundo. 

A medida da vida: os últimos anos de Virginia Woolf. Herbert Marder.
Trad. Leonardo Fróes • Tordesilhas • 448 pp • R$ 112,90

Minuciosa biografia da escritora focada em seus últimos anos, destacando sua participação nos eventos políticos da época e seu relacionamento com o Círculo de Bloomsbury (T. S. Eliot, Roger Fry, John Maynard Keynes).

Inveja e gratidão e outros ensaios (1946-63). Melanie Klein.
Trad.  Belinda H. Mandelbaum, Maria Elena Salles de Brito, Octávio L. de Barros Salles, Maria Tereza B, Marcondes Godoy, Viviana S. S. Starzynski, Wellington Marcos de Melo Dantas • Ubu/Imago • 416 pp • R$ 149

Volume de ensaios publicados entre 1946 e 1963, foi a última grande obra teórica de Klein. Em seus estudos, ela mostra o papel de sentimentos como a inveja, a culpa, o amor e a gratidão na organização da personalidade.

Noite luz. Marcelo D’Salete.
Veneta • 144 pp • R$ 59,90

Edição especial do primeiro livro do quadrinista brasileiro. Além da obra de 2008, o volume traz uma apresentação de Allan da Rosa, uma entrevista feita por Ramon Vitral, uma retrospectiva da carreira de D’Salete e fotos e ilustrações.

———

Faça parte da revista dos livros! Assine a Quatro Cinco Um.

Quem escreveu esse texto

Iara Biderman

Jornalista, , editora da Quatro Cinco Um, está lançando Tantra e a arte de cortar cebolas (34)

Mauricio Puls

É autor de Arquitetura e filosofia (Annablume) e O significado da pintura abstrata (Perspectiva), e editor-assistente da Quatro Cinco Um.