Literatura infantojuvenil,

Leitores de carteirinha: março 2023

Jovens frequentadores de bibliotecas comunitárias resenham seus livros preferidos

01mar2023 - 06h51 | Edição #67

Ana Carolina N. da Silva, 14 – Salvador (BA)

Julia Quinn. Como agarrar uma herdeira.
Tradução de Ana Rodrigues • Arqueiro • 304 pp • R$ 54,90

Os livros de Julia Quinn nos levam a outra época por meio de histórias que contêm ação, suspense e aventura e têm como ponto principal o amor. Julia nos envolve com seus personagens, nos sentimos dentro da história. Quando li Como agarrar uma herdeira, não imaginava encontrar tantas aventuras e personagens tão cativantes.

Pelo título imaginamos que se trata da história de alguma menina que será cortejada pelos homens da alta sociedade. Mas Caroline, muito pelo contrário, não está atrás de um casamento: sem os pais, ela é cuidada por tutores que estão de olho em sua herança e que nem pensam em protegê-la. Por isso enfrenta situações complicadas e precisa sempre mudar de tutor. O último deles tenta fazer com que ela se case com seu filho, pois aos 21 anos não precisará mais de um responsável para administrar seus bens.

O sequestro
Nesse meio tempo surge Blake, um inspetor que tem a missão de prender Carlotta — uma espiã fugitiva. Sem saber como é seu rosto e tendo apenas algumas informações, Blake pensa que Caroline é a espiã e a sequestra para fazer justiça. Enquanto empreendem a viagem de volta a Londres, Caroline oculta sua verdadeira identidade enquanto vai se apaixonando por Blake, que aos poucos vai deixando Caroline invadir seu coração.

Muita coisa acontece com esse casal a cada virar de página, e vamos ficando cada vez mais envolvidos e querendo saber os próximos passos. Super indico esse livro fascinante.

Eva Ellen de Moraes, 19 – Salvador – (BA)

Ana Paula Bispo. Amarelo violeta 2: livres para amar.
Editora Uiclap • 430 pp • R$ 75,99

Li o segundo volume de Amarelo violeta, da Ana Paula Bispo. Fiquei muito feliz e surpresa com o fato de que a escritora mora no mesmo bairro que eu. Eu a conheci pessoalmente, foi muito legal. Amarelo violeta 2 traz o desfecho do romance de Arthur e Violetta. Ela, que morou em um orfanato desde criança, quando adulta sai em busca de sua própria vida. Violeta e Arthur têm um relacionamento e, como se amam, decidem se casar.

Porém Violetta carrega um trauma que a faz sofrer. Quando criança ela sofreu abuso sexual e isso bloqueia o seu desejo de ir além e de assumir totalmente o relacionamento com Arthur. Ele é muito gentil, compreende essa dor e fica ao seu lado.

Violeta enfim se casa. Mesmo assim, continua insegura e volta a fazer terapia. Participa de um grupo com mulheres que têm o mesmo trauma. Cada uma conta como foi o abuso e as consequências vividas. Violetta começa a se sentir bem, então decide cursar medicina para ajudar outras mulheres.

Gostei muito da protagonista, pois ela lida com o casamento, a faculdade e a sua insegurança. O abusador dela começa a persegui-la para tentar abusá-la de novo. O livro fala de como Arthur a ajudou e de seu laço com Alice: as duas estão sempre juntas, e nada abala essa grande amizade.

Nota da redação

A Rede Nacional de Bibliotecas Comunitárias (RNBC) é um dos projetos mais importantes de articulação entre leitores e bibliotecas no Brasil. Conheça e saiba como apoiar a RNBC no site rnbc.org.br.

Quem escreveu esse texto

Ana Carolina N. da Silva

Tem 14 anos, estuda em Salvador (BA).

Eva Ellen de Moraes

Tem 19 anos, estuda em Salvador (BA).

Matéria publicada na edição impressa #67 em fevereiro de 2023.