A Feira do Livro,

Começou A Feira do Livro 2023!

Segunda edição do evento abre com céu azul, brindes aos visitantes e mesa de abertura em homenagem aos yanomami

08jun2023 - 01h24 | Edição #70

Sol, céu azul, cadeiras no gramado, cafezinho na faixa e doces juninos para quem comprar livros: foi assim a estreia da segunda edição d’A Feira do Livro na tarde desta quarta-feira, 7. A programação oficial foi inaugurada com a mesa “O espírito da floresta”, às 19h, no Palco da Praça, da qual participaram o jornalista britânico Tom Phillips, as antropólogas Manuela Carneiro da Cunha e Hanna Limulja e o músico e jornalista Xavier Bartaburu. O líder indígena Davi Kopenawa cancelou sua participação em luto pela morte de sua ex-nora, Angelita Prororita Yanonami.

A mesa prestou tributo a ela e também ao indigenista Bruno Araújo Pereira e ao jornalista britânico Dom Philips, assassinados no Vale do Javari em 2022, e evocou o encerramento da primeira edição d’A Feira, quando os autores que se apresentaram prestaram uma homenagem a Bruno e Dom, cujos corpos haviam sido descobertos pela polícia.

Os convidados debateram temas como o marco temporal (“uma ideia esdrúxula, segundo Carneiro da Cunha), a literatura de Kopenawa (para Limulja, “um discurso de apaziguamento para acabar com a guerra”) e o otimismo em relação à causa indígena (“uma das coisas bonitas deste ano tem sido ver como as pessoas compartilham as homenagens e continuam a protestar”, diz Phillips). Ao fim da mesa, Bartaburu convidou o público a entoar uma canção indígena que imita o som de uma arara mãe chamando os filhos para comer.

A fotógrafa Claudia Andujar — que se dedica à defesa dos yanomami — e o político Eduardo Suplicy estavam entre as dezenas de pessoas que lotaram a plateia. “Foi explicado muito bem o conceito dos direitos dos povos originários do Brasil por essas pessoas com formação antropológica. Espero que o marco temporal não seja considerado e que os direitos desses povos a suas próprias terras prevaleça”, disse Suplicy.

Edição mais robusta

A edição de 2023 conta com mais de setenta participantes na programação oficial — cerca de 20% a mais do que na de 2022 —, com um peso maior de convidados estrangeiros, entre eles Patricia Hill Collins e Jericho Brown, que falam amanhã, sexta-feira (9), no Palco da Praça. Confira aqui a programação completa.

O evento conta com 94 tendas e 23 bancadas que abrigam os 144 expositores — 13% a mais que os 127 da primeira edição. A oferta gastronômica também foi ampliada neste ano, com quatorze opções que incluem acarajés, falafels, empanadas, tacos e sorvetes, além do cafezinho gratuito oferecido no estande da Nescafé. Veja aqui as tendas, barracas e food trucks participantes.

O conceito d’A Feira do Livro segue inalterado: uma feira aberta, gratuita, que visa enaltecer o livro e promover a interação entre leitores, autores e editores e estimular a ocupação inclusiva do espaço público.

 

A Feira do Livro acontece de 7 a 11 de junho na praça Charles Miller, no Pacaembu, em São Paulo.

outros textos sobre A Feira do Livro

Matéria publicada na edição impressa #70 em maio de 2023.