Repertório 451 MHz,

Decifra-me ou te desenho

A cartunista Laerte repassa quatro décadas de carreira em conversa com a psicanalista Maria Rita Kehl

16abr2021 - 04h51

Está no ar o trigésimo nono episódio do 451 MHz, o podcast da revista dos livros! Duas vezes por mês, trazemos entrevistas, debates e informações sobre os livros mais legais publicados no Brasil. 

Este episódio do 451 MHz tenta resumir uma amizade de 45 anos em 45 minutos: o apresentador Paulo Werneck conversa com a cartunista Laerte e com a psicanalista Maria Rita Kehl. Além de interlocutoras e amigas desde os anos 1970, as duas preparam seu segundo livro infantojuvenil.

O 451 MHz tem apoio dos Ouvintes Entusiastas.

O 451 MHz tem apoio da editora Todavia, que neste programa apresenta o episódio do podcast Quarta Capa com o tradutor Rubens Figueiredo, que falou sobre Crime e Castigo, de Fiódor Dostoiévski. 

Ouça aqui e agora:

Laerte e Maria Rita Kehl preparam o lançamento de seu segundo livro infantil, que deve ser publicado neste ano pelo selo Boitatá, da editora Boitempo. A dupla já havia publicado, pela mesma editora, a história para crianças Neném outra vez!, que foi escolhida entre os melhores lançamentos do ano na edição especial da Quatro Cinco Um de outubro de 2018.

As duas são colaboradoras da revista dos livros: Laerte assinou a nossa capa de dezembro, e Maria Rita é figurinha carimbada na revista, tendo publicado diversas resenhas de psicanálise e literatura. Ela já esteve presente no podcast, em 2020, para falar sobre os 50 anos do filme Bye-Bye Brasil com o diretor de Bacurau Kleber Mendonça Filho.

Capa da edição 40 da Quatro Cinco Um, com ilustração de Laerte

Além das quatro décadas de convívio, a conversa no podcast gira em torno da arte maior de Laerte, cartunista que desde o início do século vem experimentando novas possibilidades artísticas, tendo a tira e o cartum de jornal como campo de trabalho.

Laerte e Maria Rita comentam alguns pontos importantes desse percurso, como o cartunismo sindical, a influência de Quino, a entrada no grupo da Circo Editorial, com Toninho Mendes, Angeli e Glauco, a morte de seu filho Diogo e a guinada poética que se observa em seu trabalho nas duas últimas décadas. Também estão na pauta a política brasileira passada e recente— Laerte revela que nos anos 90 chegou a flertar com o neoliberalismo e diz que, naqueles tempos, teria votado em Amoêdo. 

Covid

Ela relata sua experiência com a Covid, que contraiu no começo do ano, chegando a ter sido internada em UTI e conta suas expectativas para o fim da pandemia. O apresentador Paulo Werneck questionou Laerte sobre as suas impressões do mundo transformado pela Covid a partir de um texto do filósofo Paul Preciado. Laerte foi além das questões subjetivas apontadas por Preciado e apontou o agravamento da crise social. Para ela, a sigla VIA simboliza o que é necessário neste momento: Vacina, Isolamento e Acolhimento, citando campanhas contra a fome e iniciativas de assistência social como a do padre Júlio Lancelotti. O 451 MHz convida seus ouvintes a doar para essas campanhas. 

Além de relembrar momentos importantes da vida e da obra de Laerte, Maria Rita Kehl fala sobre um texto recente que publicou sobre Freud na Quatro Cinco Um e sobre sua experiência na Comissão da Verdade. As duas ainda especularam sobre os caminhos para conter o autoritarismo no país.

O 451 MHz tem apoio da editora Companhia das Letras. Neste episódio, a editora apresenta o episódio do podcast Rádio Companhia com o escritor Marçal Aquino, que volta à ficção após mais de uma década sem publicar, com o romance Baixo esplendor, ambientado no submundo das quadrilhas de roubo de cargas durante os piores momentos da ditadura brasileira, em 1973. 

Ao final do programa, o apresentador leu o texto vencedor do desafio feito no episódio Em Busca de Rubem Fonseca, no qual os ouvintes foram convidados a responder à pergunta "O que o Brasil está te devendo?". A resposta escolhida pela redação da revista foi enviada pelo perfil do Instagram @historiadevagar, cuja responsável vai receber um kit com as obras de Rubem Fonseca publicadas pela editora Nova Fronteira, com novo projeto gráfico. Confira aqui o texto na íntegra e ouça aqui o episódio especial, que tem apoio da editora Nova Fronteira.

O 451 MHz é uma produção da Rádio Novelo para a Quatro Cinco Um
Apresentação: Paulo Werneck
Coordenação Geral: Paula Scarpin e Vitor Hugo Brandalise
Produção: Gabriela Varella
Edição: Évelin Argenta e Claudia Holanda
Produção musical: Guilherme Granado e Mario Cappi
Finalização e mixagem: João Jabace
Identidade visual: Quatro Cinco Um
Coordenação digital: Juliana Jaeger
Gravado com apoio técnico da Som de Cena (SP).
Para falar com a equipe: [email protected].br