Literatura brasileira,

Milton Hatoum é o convidado do 100º 451 MHz

Em episódio especial do podcast, escritor amazonense fala sobre o relançamento de sua obra e sobre seu processo de escrita (e de leitura)

21nov2023 - 13h33

O 451 MHz chega ao centésimo episódio em novembro com um convidado especial. Milton Hatoum, um dos nomes de destaque da ficção brasileira contemporânea, participa pela primeira vez do podcast da revista dos livros e fala sobre o relançamento de sua obra, a conclusão da sua trilogia de romances de formação, a destruição da Amazônia e os reflexos disso na literatura e seu processo de escrita (e leitura). O programa vai ao ar na próxima sexta, 24 de novembro.

O escritor, tradutor e professor manauara, que completou 71 anos em 2023, teve um ano de reconhecimento da sua obra. Em abril, estreou nos cinemas O rio do desejo, filme de Sérgio Machado baseado no seu conto “O adeus do comandante”, do livro A cidade ilhada — uma adaptação que foi acompanhada de perto pelo autor, como contou à Quatro Cinco Um. Em breve outra história sua, o romance Relato de um certo Oriente, chegará à tela grande pelas mãos do diretor Marcelo Gomes.

Na metade do ano, a Companhia das Letras relançou alguns dos seus títulos mais emblemáticos, como os romances Dois irmãos e Cinzas do Norte, além da coletânea de contos A cidade ilhada, em edições especiais, com posfácios de grandes nomes da crítica brasileira e fotos de capa de Luiz Braga, que retrata há décadas a Amazônia.

Hatoum também prepara o terceiro volume da trilogia O lugar mais sombrio, que conta com A noite da espera e Pontos de fuga. No romance de formação, narra a história de Martim, personagem com muitos traços autobiográficos que percorre algumas das passagens da trajetória do escritor, como os anos mais duros da ditadura brasileira. 

Cem episódios

Lançado em 2019, duas vezes por mês, o programa traz entrevistas, debates e informações sobre lançamentos. A entrevista especial com Hatoum celebra a chegada ao centésimo episódio num bom ano para o 451 MHz. Em julho, mês em que o podcast completou quatro anos no ar, os episódios 91 e 92, “A voz e o silêncio de Clarice Lispector — partes 1 e 2”,  estiveram na lista de programas mais ouvidos das plataformas digitais e se tornaram a maior audiência do podcast da revista dos livros desde sua estreia.

A entrevista com Clarice foi feita em outubro de 1976 pelos escritores Marina Colasanti, Affonso Romano de Sant’Anna e João Salgueiro para o MIS, o Museu da Imagem e do Som do Rio de Janeiro. Com a anuência da família de Lispector, o áudio foi entregue a Benjamin Moser, biógrafo da escritora, e então restaurado e publicado pela revista The New Yorker.

A transcrição da entrevista já havia sido publicada pela editora Rocco no livro Outros escritos, mas é a primeira vez que é possível ouvi-la na íntegra, sem cortes. A conversa foi veiculada em dois episódios especiais, com as participações de Moser e da editora da Tinta-da-China Brasil (selo editorial da Associação Quatro Cinco Um), Mariana Delfini.

Os episódios com Clarice se juntam a outros que esmiúçam a biografia e a obra de grandes nomes da literatura e das ciências humanas, e que estão entre os preferidos dos ouvintes, como o educador Paulo Freire, os escritores Nelson Rodrigues, Lygia Fagundes Telles e Fernando Pessoa e o psicanalista Contardo Calligaris.

O podcast 451 MHz pode ser ouvido gratuitamente no site da revista e também nos principais tocadores de podcasts. Ele é publicado na primeira e na terceira sexta-feira de cada mês.

A apresentação é do editor Paulo Werneck e a direção é da jornalista Paula Scarpin, da Rádio Novelo, start-up de podcasts que produz o 451 MHz para a Associação Quatro Cinco Um. Para contribuir com a realização do podcast, convidamos você a fazer uma assinatura da Quatro Cinco Um, a revista dos livros.